Tecnologia 5G em torres de células…Flutuantes?

Enquanto alguns preparam a implementação de redes móveis 5G no solo, algumas empresas continuam focadas nas torres de células flutuantes. Nesse sentido, durante a sessão final do sexto encontro anual do Brooklyn 5G na quinta-feira, algumas empresas de telecomunicações discutiram se os drones e balões aéreos poderiam finalmente começar a fornecer serviços de comunicações móveis.

Balões que são antenas de comunicações


O mundo está a mover fortes influências nalgumas empresas para rapidamente termos acesso à tecnologia 5G. Diversas empresas com experiência conseguida via laboratório de investigação para o efeito, e com a união de esforços entre as mesmas. Desta forma, através desta união, poderá estar mais perto o alavancar do uso de balões e drones movidos a energia solar para expandir a cobertura de Internet móvel e ajudar na implantação de redes 5G.

Nenhum serviço de ligações de rede de alta altitude descolou comercialmente até agora. Contudo, alguns oradores do Brooklyn 5G Summit estavam otimistas que isso estaria para breve.


Serão os drones e balões concorrentes às torres terrestres?


Segundo as informações, a ideia não é os drones concorrerem diretamente com redes 5G terrestres. Além disso, embora as empresas entendam estar para breve estas tecnologias, a verdade é que não tem sido fácil desenvolver uma plataforma de balão ou drone que seja económico o suficiente para considerar o uso de telecomunicações.

Contudo, estas plataformas de alto alcance podem ajudar a preencher as lacunas quando a cobertura está a faltar em comunidades rurais ou não atendidas.


Infraestruturas que podem ser permanentes ou temporárias


Este tipo de tecnologia pode levar a cobertura 5G de forma temporária ou mesmo de caráter permanente. Por exemplo, durante um grande evento, um desastre natural ou mesmo servir regiões onde no solo se torne impossível ter uma rede estruturada.


Quando poderemos ver estas tecnologias 5G nos céus?


Provavelmente a Loon LLC será a que tem os planos mais avançados. Contudo, a empresa ainda não começou a implantar equipamentos 5G nos seus balões, embora já seja possível. No entanto, o advento das redes 5G terrestres pode ser motivador a esse investimento.

Redes